quinta-feira, 13 de março de 2014

Regularização de imóveis, obras, urbanização e trincheiras sob a BR 116 da Vila liberade



 Obras do Projeto da Cohapar.

Prof. Nilson introduziu o assunto dizendo que face à demora no início das obras, face ao não cumprimento do cronograma apresentado à comunidade e da indefinição do projeto, a situação está insuportável. Disse que o Colegiado adotou sempre uma postura de diálogo, entendimento e apoio à Cohapar, sempre buscando a garantia da execução do projeto de Infraestrura na Vila Liberdade. Lembrou das garantias que foram prometidas à comunidade na Audiência Pública do ano passado e que não estão sendo cumpridas. Disse ainda que caso não houver posicionamento positivo e seguro de início das obras, o Colegiado terá que tomar outra postura. Moradores da comunidade expuseram a situação de calamidade que vivem algumas famílias que estão sendo vítimas das obras que estão sendo executadas junto à rodovia. Sobre esse assunto decidiu-se convocar imediatamente uma reunião com representantes da Concessionária Regis Bitencourt, Cohapar e Prefeitura de Colombo. Na sequência a Dra. Julimar, da Cohapar, disse que a Prefeitura de Colombo aprovou a execução da obra no novo terreno que será adquirido pela Cohapar, mas que precisará também aprovação de outros órgãos como o IAP e outros. Disse também que a Cohapar está trabalhando no desenvolvimento de todo o projeto. Disse também que antes da próxima reunião do Colegiado será realizada nova Audiência Pública na qual serão esclarecidos os fatos e apresentado o novo projeto que será executado. Prof. Nilson solicitou que a data da Audiência Pública seja comunicada com pelo menos uma semana de antecedência para a convocação aos moradores. Virlane disse que pode dispor de carro de som para ajudar na convocação. Nilson reforçou a importância de que naquele dia esteja toda a comunidade para ouvir a proposta e apresentar suas dúvidas, problemas e propostas. Como a próxima reunião do Colegiado está agendada para dia 09/04, a Audiência Pública terá que ser antes desta data. Sobre os casos de urgência em relação a algumas famílias afetadas pelas obras da Concessionária a Dra. Julimar tomou informações para passá-las à equipe social da Cohapar. Dra. Julimar explicou também sobre os processos de usucapião das Quadras 10 e 11 e disse que isso é demorado mesmo e que não depende da Cohapar, mas do Cartório. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário